Idoso perdido: como agir quando um familiar se perde

Quando a idade chega para os membros da família, sempre surgem inúmeras dúvidas do que um familiar pode fazer para que o idoso fique seguro e ao mesmo tempo independente. É difícil para os mais velhos saírem do local onde muitas vezes moraram a vida inteira e, então, se mudarem para a casa dos familiares ou instituições de longa permanência para idosos. Além disso, a rotina de trabalho dos familiares na maioria das vezes impossibilita o cuidado integral, mas isso, de maneira nenhuma, significa que o familiar não se importe ou não esteja dando a devida atenção para o idoso.

Nesse contexto, por vezes os entes queridos mais velhos podem acabar ficando sem a devida atenção, o que favorece situações e problemas que podem prejudicar a saúde deles. Neste post vamos falar sobre um aspecto específico desse quadro: o fato de que comumente vemos notícias de algum idoso perdido na rua. Por exemplo, sabe-se que aproximadamente 60% dos pacientes com Alzheimer acaba se perdendo pelo menos uma vez na vida. Ou seja, é algo muito comum e que causa grande perigo aos idosos e preocupação aos familiares.

Para evitar esse tipo de situação e tranquilizar os familiares, enumeramos algumas dicas simples do que você pode fazer para evitar ter o seu parente idoso perdido.

Idoso perdido: como evitar?

  1. Cuide para que as portas e as janelas da casa do idoso não fiquem abertas;
  2. Não peça para que o idoso realize tarefas sozinho na rua, caso ele sofra de perda de memória;
  3. Não deixe o idoso andar de transporte público sozinho. Se durante a viagem ele perder a memória, pode entrar em desespero por não saber onde está, nem para onde está indo;
  4. Tenha uma boa comunicação com os vizinhos dos idosos. É importante que os vizinhos estejam conscientes de que o idoso mora sozinho e dos riscos que ele pode correr caso se perca.
  5. Atualmente no mercado, existem sistemas que podem avisar aos familiares quando o idoso sai de um área segura. A teleassitência é a melhor opção para atender um idoso perdido. O serviço é uma garantia de que em uma situação de risco como essa o familiar seja avisado o mais rápido possível sobre o ocorrido.

Qual é o serviço de teleassistência recomendado?

O objetivo da teleassistência é que no menor tempo possível, os idosos que precisem de qualquer assistência consigam solicitar socorro, ser atendidos e ter o suporte que necessitam, sendo uma ótima opção para o idoso perdido. Clique aqui e saiba mais sobre como funciona o monitoramento de idosos à distância.

Com essas dicas você com certeza conseguirá evitar que seu familiar idoso fique à mercê de se perder. E lembre-se que, seja ao adotar essas dicas práticas e/ou ao contar com o serviço de teleassistência, o importante é garantir que o seu familiar na terceira dade tenha qualidade de vida e consiga manter o máximo de autonomia ao mesmo tempo em que tem segurança. Assim, ele e toda a sua família terão uma vida mais feliz!

Fonte de informações: www.tecnosenior.com

Recomendações:

A Yano Cuidadores oferece um aparelho com rastreador de GPS, a sua função é localizar idosos que moram sozinhos(as), em caso de um problema de saúde ou queda o aparelho acionará a central de atendimento 24 horas 7 dias por semana, no qual a atendente entrará em contato com a paciente, caso não houver retorno o plano de ação será acionado.

RASTREADOR PESSOAL