A cuidadora

A “cuidadora de pessoas” precisa ser uma pessoa que ama o próximo, devido a sua importância para a humanidade, pois, o ato de ser cuidado foi e é imperioso para que a espécie humana e a cultura das sociedades sejam mantidas, por isso a cuidadora vai além de seu significado.

Ela deve estar sempre presente no dia-dia das pessoas idosas, mesmo que as pessoas (nós, eu e você) não o identifiquem. SEGURO, A.O, et al. (2008) explicam: “Isso porque o cuidar nasce junto de cada ser humano, como o amor, que muitas vezes não o notamos, mas sabemos que é ela, assim como o cuidar, um dos sentimentos que nos caracterizam como seres humanos, pois sem amor não existe o cuidados, porque “o cuidar é um ato de amor.”

Portanto, o elemento vital para estabelecer a confiança entre cuidador e a pessoa cuidada está no sentimento, atitude e substancial cuidado, que dita e nomeia honrosamente a profissão de cuidador de idosos.

Nossos cuidadores são selecionados, treinados e supervisionados constantemente para manter esse elo humanizado nas famílias que atendemos.

Referência

SEGURO, A.O, NEVES, J.G., BRANQUINHO, R.C., SOUSA, E. O cuidar: a dimensão de uma palavra que tem como significado uma profissão. Revista Rede de Cuidados em Saúde, Vol. 2, No 2, 2008.