Osteoporose

Osteoporose é uma doença metabólica e com passar dos anos afeta os ossos. Com a chegada da idade o corpo necessita de vitaminas necessárias para fortalecimento dos ossos. Os sintomas começam a aparecer aos 45 anos nas mulheres, com passar do tempo, entre 50 a 60 anos afeta a lombar, quadril e colo do fêmur. Os osteoclastos (célular de reabsorção da matriz óssea) absorvem minerais, eliminando áreas de tecido ósseo e criando alguns espaços com cavidades.

 

Deixa que nós cuidamos da saúde daqueles que precisam de cuidados em atenção, a Yano Cuidadores oferece serviços com a nova tecnologia para você que já chegou na terceira idade e quer aproveitar a vida sem preocupações na saúde e bem estar.

Acompanhamento Hospitalar

Yano Cuidadores

As pessoas maiores de 60 anos possui o direito a um acompanhante durante todo o período em que estiver internado ou em observação, com o suporte legal do Estatuto do Idoso e da Portaria do Ministério da Saúde.

O acompanhante hospitalar contribui para a verificação da qualidade do tratamento dispensado à pessoa idosa, assim como o auxílio, desde o incentivo a ingestão da alimentação e líquidos; o cuidado com a hidratação da pele e a mudança de decúbito, caso a pessoa necessite; conversa e companhia; em casos de risco de quedas, o acompanhante auxilia a ida ao banheiro e a higiene; auxílio para emergências, ou seja, proporcionando melhor controle do quadro clínico da pessoa.

Além de realizar um relatório diário para a família estar ciente dos procedimentos ocorridos, caso não possam estar presentes. Assim, o acompanhante torna a comunicação com a família direta e informativa sobre procedimentos, ocorrências e comunicar autorizações necessárias.

A negociação pode ser realizada por telefone, porém a oficialização da contratação deste serviço é realizada por e-mail. A Yano Cuidadores se responsabiliza, uma vez contratada, em providenciar o acompanhamento ao hospital.

Em caso de acompanhamento hospitalar, entre em contato conosco, vamos enviar uma pessoa qualificada para sua tranquilidade, conheça mais nossos serviços no site.

Alzheimer, manual do cuidador


Alzheimer, manual do cuidador

(livro de Raimunda Silva d’Alencar)

Resumo

  • Cuidador de uma pessoa idosa com a doença de Alzheimer traz uma boa sabedoria e criatividade porque exige muita paciência e algumas vezes frustrante. É uma doença neurológica no qual prejudica o cérebro, perdendo boa parte da memória e afetando o consciente, mas sim com bons cuidados o paciente lida muito bem com a doença. É preciso qualificar o cuidador pois exige muita experiência para orientar o paciente de acordo com seu estado emocional e mental.
  • O ambiente onde o paciente vive, geralmente necessita de adaptações para o idoso se locomover, pois ao atingir um determinado nível da doença eles perdem o controle podendo desmaiar ou perder o equilíbrio com alguns sintomas. Para evitar tais complicações o cuidador deve seguir alguns exemplos:
  • Deixar o idoso a maior parte do tempo em ambiente aberto sem nenhum obstáculo no caminho;
  • Evite piso molhado ou escorregadio;
  • Deixar um fluxo maior de ar circulando o ambiente;
  • Local deve estar bem visível para o paciente se locomover;
  • Deixe a posição da cama fácil para o idoso se acomodar.

É muito comum a inquietação e stress em pacientes portadoras de Alzheimer, alguns transtornos podem ser evitados. As causas geralmente são pela falta de nutrientes no corpo e atividade física causando fortes dores desconfortáveis trazendo irritação, fome, sede, calor contribuem para agressividade. O cuidador precisa conhecer bem seu paciente para atender da melhor forma seus gostos e costumes.

  • A vaidade é fundamental para sua autoestima ela precisa se sentir especial para os outros. A dificuldade de manter uma boa higiene no paciente é grande, o cuidador deve tomar todos os cuidados para não irritá-los pois pode haver complicações e responderem de uma forma bem agressiva. Banhos mornos precisam ser frequentes, pois além de eliminar os germes, ajuda na circulação do sangue e relaxa os músculos evita distúrbios cronológicos.

 

  • O relacionamento com uma pessoa idosa com a doença Alzheimer é bem complicado compreensão, evite de tratar ela como se fosse uma criança, certifique sua compreensão, fale devagar sem pressa, olhe sempre nos olhos dela, segure a mão dela enquanto conversa, dê muita atenção, mesmo não entendendo demostre positivamente, evite locais com excesso de barulho, evite sinais de irritação e impaciência.

 

  • Perda de controle urinário e fecal pode causar sérios constrangimentos ao paciente, ele enfrenta uma série de problemas emocionais onde perturba seu relacionamento com outras pessoas, o cuidador deve sempre ficar atento aos horários de suas refeições, inquietações ao andar, evitar de sobrecarregar a bexiga, para que num certo horário não causar esses problemas.

 

  • Os medicamentos é muito importante para evitar alguns sintomas da doença, o paciente deve sempre estar em dia com seus médicos para acompanhar no seu tratamento, qualquer dose maior que o necessário pode ter efeitos colaterais que podem atrapalhar o processo de recuperação. Os horários dos remédios ajudam muito o paciente a poder ter uma vida mais tranquila, portanto nunca esqueça de medicar conforme a validade do remédio e cumprir os horários necessários.

 

  • O sono e repouso devem ser respeitados nos horários programados para o paciente recuperar suas energias do corpo trabalhadas durante o dia. Assim como todo ser humano quando tem problemas com sono, sofremos um mal humor terrível causando grande desconforto no dia seguinte. Procure um local onde ele possa evitar qualquer tipo de barulho. Procure acomodar o paciente da melhor forma possível para evitar inquietação e transtorno para dormir.

 

  • Você cuidador ou cuidadora nunca esquecer a importância dos preparos para esse tipo de paciente, lembre-se da dependência, você deve estar bem preparado para lhe dar com qualquer tipo de situação que exige paciência, atenção e bons resultados.
O que é gerontologia?

O que é Gerontologia?

A Gerontologia é a ciência que o envelhecimento de forma multi e interdisciplinar em suas dimensões: biológica, psicológica e social, somando com a gestão. Seu propósito está em compreender as experiências de velhice e envelhecimento em diferentes contextos, sendo socioculturais e históricos, bem como processo normal e patológico.

O cuidar

O cuidar

O “cuidar de pessoas” precisa ser repensado, devido a sua importância para a humanidade, pois, o ato de ser cuidado foi e é imperioso para que a espécie humana e a cultura das sociedades sejam mantidas, por isso o cuidar vai além de seu significado.